abc ecológico – Eze

abc

ecológico

Tem dúvidas sobre o mundo da sustentabilidade? a EZE montou um glossário que descomplica as terminologias usadas no blog d’oráculo e nas descrições das roupas da nossa e-shop. este vocabulário prático está em construção: atualizaremos constantemente com mais verbetes, mas fique à vontade de nos sugerir novas inserções.

A

a – Algodão BCI – A Certificação BCI (Better Cotton Initiative), é uma organização sem fins lucrativos que começou em 2005, numa mesa-redonda da ONG World Wildlife Fund (WWF). Reunindo produtores, beneficiadores, comerciantes, fabricantes, varejistas e organizações da sociedade civil em uma parceria global, a certificação BCI tem como objetivo garantir um futuro mais sustentável para o setor de produção de algodão. São baseados em seis princípios básicos:

1. Minimizar os impactos prejudiciais das práticas de proteção à cultura de algodão.  2. Utilizar a água de maneira eficiente e zelar por sua disponibilidade.  3. Cuidar da saúde do solo.  4. Conservar os habitats naturais.  5. Zelar e preservar a qualidade da fibra.  6. Promover relações justas de trabalho

 

a – Anileiras – Designação comum, extensiva a diferentes plantas do gênero Indigófera. Próprias de regiões tropicais e subtropicais, das quais se extrai o pigmento azul.

 

a – Aquecimento Global – é o processo de aumento da temperatura média dos oceanos e da atmosfera da Terra causado por massivas emissões de gases que intensificam o efeito estufa, originados de uma série de atividades humanas, especialmente a queima de combustíveis fósseis e mudanças no uso da terra, como o desmatamento, bem como de várias outras fontes secundárias.

B

b – Biodegradável – Produtos feitos com substâncias que podem ser decompostas ou destruídas no solo ou na água por micro-organismos como fungos e bactérias ou outros agentes biológicos. Garrafas plásticas, ferro, sacolas plásticas, pneus, latas e vidros são produtos biodegradáveis.

 

b – Biodiversidade – ou diversidade biológica, pode ser definida como a variabilidade entre os seres vivos de todas as origens, a terrestre, a marinha e outros ecossistemas aquáticos e os complexos ecológicos dos quais fazem parte.

 

b – Bicarbonato de sódio – é um composto químico com a forma de NaHCO3. É um sal composto por íons bicarbonato e íons sódio. O bicarbonato de sódio é cristalino mas geralmente parece um pó fino.

C

c – Cânhamo – é o nome que recebem as variedades da planta Cannabis ruderalis e o nome da fibra que se obtém destas, que tem, entre outros, usos têxteis. Além de tecidos, o cânhamo é utilizado na fabricação de papel, cordas, alimentos e para a fabricação de óleos, resinas e combustíveis.

 

c – Coleta seletiva –  é o termo utilizado para o recolhimento dos materiais que são possíveis de serem reciclados, previamente separados na fonte geradora. Dentre estes materiais recicláveis podemos citar os diversos tipos de papéis, plásticos, metais e vidros.

 

c – Comércio Justo – é um dos pilares da sustentabilidade econômica e ecológica. A EZE se baseia nos princípios dessa modalidade, na qual valorizamos e estabelecemos uma relação justa com nossos parceiros comerciais. Sabemos quem produz e como produz. Certificamos que todos os envolvidos recebam remuneração justa e que tenham seus direitos preservados, assim como um ambiente de trabalho adequado.

 

c – Cropped – peças de roupas com o corte menor que o normal.

D

d – Desenvolvimento Sustentável – é o desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. É o desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro.

 

d – Dano Ambiental –  é o prejuízo ao meio ambiente. Dano ambiental é a lesão aos recursos ambientais, com conseqüente degradação – alteração adversa ou prejuízo – do equilíbrio ecológico e da qualidade de vida

E

e – Ecologia – é a especialidade da biologia que estuda o meio ambiente e os seres vivos que vivem nele, ou seja, é o estudo científico da distribuição e abundância dos seres vivos e das interações que determinam a sua distribuição.

 

e – Enzimas – são grupos de substâncias orgânicas de natureza normalmente proteica, com atividade intra ou extracelular que têm funções catalisadoras, catalisando reações químicas que, sem a sua presença, dificilmente aconteceriam. Por serem biodegradáveis, são usadas nos nossos processos de lavanderia.

F

f – Fecha Ciclo – É o movimento que busca fazer o reaproveitamento dos resíduos do processo produtivo e pós-consumo e reduzir o volume de matéria-prima consumida.

G

g – Gestão ambiental – é o campo de estudo da administração do exercício de atividades econômicas e sociais de forma a utilizar de maneira racional os recursos naturais, visando à sustentabilidade.

 

g – Governabilidade – é o conjunto de condições necessárias ao exercício do poder de governar. Compreende a forma de governo, as relações entre os poderes, o sistema partidário e o equilíbrio entre as forças políticas de oposição e situação. É a capacidade política de decidir, possibilitando a realização de políticas públicas.

H

h – Habitat –  é uma área ecológica ou ambiental que é habitada por uma determinada espécie de animal, planta ou outro organismo. O termo refere-se tipicamente à zona em que o organismo vive e onde pode encontrar alimento, abrigo, proteção e companheiros para reprodução. É o ambiente natural em que vive um organismo, ou o ambiente físico que envolve uma população de espécies.

I

i – Índigo Natural – Matéria-prima: O extrato natural de Índigo pode ser obtido a partir da fermentação das folhas de várias espécies de anileiras como por exemplo as do gênero Indigofera, exemplares perenes nativos e/ou cultivados.

 

i – Impacto ambiental – é a alteração no meio ambiente ou em algum de seus componentes por determinada ação ou atividade humana. O objetivo de se estudar os impactos ambientais é, principalmente, o de avaliar as consequências destas ações para que possa haver a prevenção da alteração da qualidade do ambiente após a execução dessas ações.

J

j – Jeans Reciclado – As aparas de tecidos, resíduos de processo de fiação e sobras de fios são desfibrados e transformados novamente em fibra, reiniciando o ciclo de fiação. A produção também conta com tecnologia de ponta nos processos de tingimento e acabamento. No tingimento do fio de urdume, a seleção de químicos desenvolvida sob as mais rigorosas normas de qualidade e ambientais, contribuem para a redução de 80% do consumo da água comparada com um processo standard. Praticamente 100% do corante índigo é absorvido e fixado na fibra, evitando os banhos na eliminação do excesso não fixado. No acabamento, a união da fórmula exclusiva de químicos com nova tecnologia de processo reduz o consumo de energia na secagem dos produtos.

K

k – Kyoto Protocolo –  é um tratado internacional com compromissos mais rígidos para a redução da emissão dos gases que agravam o efeito estufa.

L

l – Lavagem Ecológica – O desperdício de água no processo de lavagem industrial, incentivado pelo uso de produtos químicos tóxicos, confirma: o mercado de jeanswear é um dos mais poluentes do mundo. Estamos reescrevendo a história da moda investindo em beneficiamentos, desgastes e corrosões feitos com laser e ozônio. EZE garante que as nossas coleções gastam até 80% menos de água do que os processos tradicionais.

M

m – Matéria-Prima –  é o material principal de um produto (ex: Malhas, Tecidos, Linho, Cânhamo etc..). 

N

n – N

O

o – Ozônio –  é um alótropo triatômico (O3) do oxigênio muito menos estável que o diatômico O2. É uma molécula composta por três átomos de oxigênio. Forma-se quando as moléculas de oxigênio (O2) se rompem devido à radiação ultravioleta que vem do sol, e os átomos separados combinam-se individualmente com outras moléculas de oxigênio.

 

o – Orgânico – Que não tem adição de produtos químicos.

 

o – Ourela –  é a borda de um tecido, que lhe serve de acabamento.

P

p – Parque Nacional –  é uma área protegida, geralmente de propriedade do Estado, que tem como objetivo básico a preservação de ecossistemas naturais de grande relevância ecológica e beleza cênica, possibilitando a realização de pesquisas científicas e o desenvolvimento de atividades de recreação em contato com a natureza, educação e interpretação ambiental, e de ecoturismo ou turismo ecológico.

Q
R

r – Reciclagem – é o processo de conversão de desperdício em materiais ou produtos de potencial utilidade. Este processo permite reduzir o consumo de matérias-primas, de utilização de energia e a poluição do ar e da água, ao reduzir também a necessidade de tratamento convencional de lixo e a emissão de gases do efeito estufa. A reciclagem é um componente essencial da gestão de resíduos moderna e é o terceiro componente da hierarquia dos resíduos “reduzirreutilizar e reciclar”.

 

r – Recursos Naturais – são elementos da natureza que são úteis ao ser humano para cultivo, para a vida em sociedade, no processo de desenvolvimento da civilização, ou para sobrevivência e conforto da sociedade em geral. Podem ser renováveis, como a energia solar e a do vento. Já a água, o solo e as árvores são considerados limitados mas potencialmente renováveis. E ainda não renováveis, como o petróleo e minérios em geral.

S

s – Shibori – é uma técnica de tingimento manual japonesa que produz padrões no tecido. A técnica consiste em costurar, dobrar, amarrar ou prender o tecido para então mergulhá-lo em tintura; as partes amarradas ou presas não são tingidas.

 

s – Sustentabilidade – é um termo usado para definir ações e atividades humanas que visam suprir as necessidades atuais dos seres humanos, sem comprometer o futuro das próximas gerações.

T

t – Tencel – é um tecido feito de fibra obtida da celulose da madeira do eucalipto, proveniente de plantações especialmente dedicadas a essa produção. Tais plantações são geridas de forma sustentável (dentro dos padrões do Forest Stewardship Council), obtendo uma produtividade 80% maior que a do algodão e 30% maior que a da viscose. Além disso, utiliza-se uma quantidade de água aproximadamente 20% menor do que quando comparada à necessidade da viscose.

 

t – Tingimento Natural – é a forma de tingir tecidos com produtos encontrados na natureza. Bacana, né? A indústria da moda vem poluindo o meio ambiente há muitos anos, utilizando produtos químicos que agridem o planeta. O tingimento natural é uma solução pouco utilizada nos dias de hoje, mas muito importante. É uma técnica ancestral, que foi se perdendo ao longo dos anos. O Brasil, que possui uma flora invejável, é um lugar que deveria ser referência nesse meio, já que este tingimento pode ser feito utilizando diversos produtos comuns no nosso dia-dia: hibisco, flores e até casca de cebola. A EZE escolheu três em especial para sua primeira coleção: romã, erva-mate e catuaba.

U

V

X

Z

X